segunda-feira, novembro 30, 2009

The illustrated day of...

Se há coisa que odeio é ficar sem bateria no meu Mp3, mas imaginem como é que não fiquei quando hoje no meio da rua reparei que o meu Mp3 tinha uma racha que o abriu em DOIS!
Fiquei danada...
Sem música, sem Mp3, e ainda por cima trajada!
Resultado? Quando saí da faculdade ao fim da tarde ainda tive de ir procurar um Mp3 novo com as condições mínimas de uma Musicaholic e claro, dentro do meu orçamento.
Estive tentada a retornar para as maravilhas de um Ipod, mas decidi-me por este Mp4:
Tem 4 G, passa imagens, vídeo, e tem acesso FM.
Foi uma facadinha no meu orçamento, lá isso foi, mas o que tem de ser, tem muita força.
**********
Amanhã é feriado e em principio vai ser o meu último dia de descanso porque os que se avizinham já vêem carregados de tarefas, trabalhos e afazeres...
São as loucuras de uma estudante universitária que, sem dar por isso ,fica sem tempo para se coçar.
Ahhhhh, hoje acordei tinha 14 sms no telemóvel, sim pessoas, 14, mas não é isso o importante, o importante é que numa dessas sms dizia isto a meio - " Se podia viver sem ti? Poder podia, mas já não era a mesma coisa". E eu juro-vos que nunca fiz nada para receber estas coisas, pelo menos nesta altura particular da minha vida.

4 comentários:

  1. Hoje é Segunda não é? Pois, "dura praxis sed praxis''

    Muito bem Ritinha, belos fãs que tens. (:



    Lá vem o código de validação... -.-

    ResponderEliminar
  2. agr que tens bolsa ja te poes a comprar mp4 com phones que dao um ultra som nao e? :D LOL
    pim pim pum e a vida de gente que trabalha com microfones xD

    ResponderEliminar
  3. olha outro coment anonimo? :o sera meu ? sera?
    nao nao e meu, nao e da salome. fogoooooo ritinha LOL

    ResponderEliminar
  4. bem..., quanto à "facadinha no orçamento"..., quem não a dá de vez em quando... e sabe bem.

    Quanto à "sms", acredito plenamente que não faças nada para as receberes. Aí, é que está o segredo, até acho que já o escevi aqui: não vale a pena andar à procura, pelo contário, basta naturalmente "SER", e o que é bom vem ter connosco. Topas...?

    (não tenhamos ilusões, o que é mau também aparece)
    :)))

    ResponderEliminar