terça-feira, novembro 30, 2010

(Des)graças nocturnas

01:00 da manhã - Rita vai deitar-se.
03:00 da manhã - Rita acorda aos gritos com as dores que tem no pé esquerdo. Rita tenta mexer o pé, dobrá-lo, pousá-lo, mas não o consegue sentir sequer. Começa a chorar de dores e aflição.
04:00 da manhã - Rita vai de urgência ao Hospital: Observação, cadeira de rodas, radiografias.
05:00 da manhã - Médico informa Rita de que o pé fora sujeito a demasiada pressão durante demasiado tempo e por isso estava tão inchado de modo a não se conseguir mexer. Trata-se de uma rotura de ligamentos e de um desgastamento do tecido muscular num pé torcido.
05:40 da manhã - Rita apanha uma injecção no rabo para aliviar as dores "agudas de que a paciente se queixa desde que deu entrada na unidade hospitalar".
06:30 da manhã - Rita tem o pé todo ligado, está a antibióticos e com uma ordem de repouso absoluto durante 48horas.
09:00 da manhã - Já sob efeitos que atenuam a dor, Rita adormece com o pé elevado a cima da anca em quatro almofadas.

Quinta-feira remove as ligaduras, passa para a meia elástica e quiçá umas canadianas.

12 comentários:

  1. Ohhhh, `o miuda, o que te foi acontecer!!! Ate a dormir nos acontecem merdas!!
    Beijocas gordas e ve la se te poes boa. A Flup fica mais feia sem ti! ;)

    ResponderEliminar
  2. Espero que melhores rapidamente, aproveita para descansar e ficar quentinha em casa.

    ResponderEliminar
  3. Boa Sorte e as Melhores, sei bem as dores que isso provoca!

    ResponderEliminar
  4. As melhoras :)

    PS: Já viste a minha mensagem no FB?

    ResponderEliminar
  5. uma noite inesquecivel... melhoras... :)

    ResponderEliminar
  6. Oh Afilhada, devias ter ido ao médico mal torceste o pé :(
    As melhoras <3

    ResponderEliminar