sábado, novembro 13, 2010

Não me devolvas os laços

Perguntaram-me por ti. Fingi que não sabia.
A verdade é que não sei se fingi ou se não sabia mesmo (de ti).
Há uma grande diferença entre sabermos de alguém porque essa pessoa está em contacto connosco e entre sabermos de alguém por mera coincidência e por meras partilhas como a mesma cidade, as mesmas ruas e algumas das mesmas pessoas.
A verdade é que se não sei se fingi, ou se não sabia mesmo (de ti) é porque,
efectivamente, já não penso. Deixei-me desse luxo, deixei o
pensar para quem se importa.
Afinal, já nem me importa saber se, quando me perguntar
am por ti, fingi (ou não) que não sabia (de ti).

2 comentários:

  1. Consegues sempre encantar-me mesmo quando o tema não é o que eu acho o melhor ;)

    ResponderEliminar