terça-feira, fevereiro 23, 2010

Express Face

Odeio que o meu computador ainda não esteja pronto.
Odeio ter de me levantar cedo quatro dias durante a semana.
Odeio ter de trajar com chuva porque o meu cabelo fica estragado com a humidade.
Odeio ter quatro cadeiras de literatura este semestre.
Odeio acordar e ainda sentir-me cansada.
Mas no meio disto tudo, o que odeio mais é apanhar pessoas que não conheço a fixarem-me. A minha sensação é sempre "o que é que eu tenho na cara?"
odeio porque não sei porque é que me fixam e eu odeio não saber as coisas. Odeio mesmo.

«No expression, no expression
Hide your head I want to drown your sorrow
When there's
no tomorrow, no tomorrow»
-" Oh Rita qual era a pior coisa que ele ainda te podia fazer?"
«Vir ter comigo e tentar coser a ferida que abriu.»

3 comentários:

  1. Ritinha, ando preguiçosa..., volto depois, tá?
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  2. "Odiar" é um verbo muito forte.

    Se ele for novamente ter contigo, que não leve agulha e linha, mas sim Betadine.

    Ai... Ritinha... tu és tão jovem e bonita...

    ResponderEliminar